Fiat põe vídeo na capa do Estadão

01 de julho de 2011 · Atualizado às 13h26
Compartilhe:

 

No próximo domingo, 3 julho, o leitor encontrará uma surpresa especial no Estadão: uma sobrecapa comercial/anúncio com uma tela de LCD e botões com opções para assistir a cinco filmes que mostram os principais diferenciais do novo Bravo, da Fiat.
 
Novamente o Estadão inova e é o primeiro jornal no mundo a trazer uma tela de LCD em uma edição diária impressa. A ação inédita, dirigida a um mailing de mil assinantes do jornal selecionados dentro da cidade de São Paulo, tem criação da Agência Fiat - que reúne profissionais de planejamento e criação das agências Leo Burnett Tailor Made e AgênciaClick Isobar -  e é uma solução da área de Projetos Especiais do Estadão.
 
“Todo mundo sabe que o jornal é um meio. Mas como esse meio pode impactar de forma inusitada e interativa os leitores, poucos imaginam. Impacto e vanguarda são alguns desafios que provocamos em nossos anunciantes, para que eles também se diferenciem em suas comunicações”, afirma Armando Ruivo, diretor de Marketing Publicitário do Grupo Estado.
 
“A Fiat e suas agências foram grandes parceiras na compra da ideia e na possibilidade de tornar real essa proposta inovadora. O desenvolvimento de uma grande ação só foi possível graças a uma grande equipe de criação”, garante Sergio Kligin, diretor de Mídias Digitais do Grupo Estado. 
 
Com um histórico de inovação no mercado automobilístico, a Fiat também tem tido destaque na comunicação com seus consumidores. Como exemplo, seu mais recente carro conceito, o Fiat Mio, apresentado no ano passado, foi idealizado por meio da participação do público que teve a oportunidade de mandar ideias pela internet sobre um carro do futuro e acompanhar seu desenvolvimento.
 
“Com a parceria de nossas agências, temos um time de profissionais que estão focados em trazer soluções inovadoras para a comunicação. Ao longo do tempo, tivemos resultados importantes no que diz respeito à experiência com a marca e com nossos produtos e por isso continuamos investindo e explorando novas ferramentas”, diz Maria Lúcia Antônio, gerente de publicidade da Fiat.
 
“Pesquisamos novas tecnologias e soluções, no Brasil e no Exterior, para apresentarmos ao mercado, como formatos diferenciados de projetos. No caso do LCD com vídeo, foi usada a tecnologia da Americhip/Sync Mobile, da qual o Grupo Estado tem exclusividade no meio impresso no Brasil”, comenta Roberto Proença, gerente de Projetos Especiais, que complementa assegurando que a área comercial possui um conjunto de ações inéditas, prontas para serem lançadas. “Temos o máximo interesse de que as agências/anunciantes aproveitem todo esse potencial, que pode fazer diferença nas suas estratégias de comunicação.”
 
O Estadão tem se notabilizado com formatos diferenciados e com diversas ações no último ano. Alguns exemplos das possibilidades criativas que o Estadão favorece disso foram as sobrecapas que tocaram ópera (Cyrela) e rock (Sony/CSI), as primeiras no mercado brasileiro, além de produtos, como conteúdo em 3D, formato “expandidão” (Albert Einstein e Ford), embalagens oxibiodegradáveis, bem como as sobrecapas promocionais produzidas com conteúdo em tempo real, entre outras ações. 

Comentários ()


Receba notícias no seu e-mail